tipos de implante dentário tipos de implante dentário

Conheça os 5 principais tipos de implante dentário

7 minutos para ler

A perda de um ou mais dentes pode causar uma série de problemas relacionados à mastigação, além de mexer bastante com a autoestima. Atualmente, o mercado odontológico disponibiliza vários tipos de implantes dentários de diferentes valores, todos eficientes para cada situação.

Os implantes são considerados o tratamento mais moderno para resolver a perda dentária, oferecendo mais rigidez, estabilidade e maior segurança ao uso das próteses. Produzidos com titânio, substituem a raiz do dente e criam uma estrutura para a colocação de uma base, feita em porcelana ou resina.

Neste post, vamos falar como esse procedimento é feito, quais os seus benefícios e os principais tipos. Acompanhe a leitura!

Quais são os principais tipos de implantes dentários?

Essa técnica é realizada por um profissional especializado. As estruturas de titânio são fixadas no maxilar e substituem a raiz do dente que, por motivos diversos — traumatismos, cárie, doenças gengivais etc. —, foi perdida.

Para cada tipo de problema há um procedimento específico. Veja, a seguir.

Implante dentário unitário

Indicado para substituir apenas um dente. A estrutura que fornece a rigidez é implantada no local da raiz do dente. Em seguida, é confeccionado um dente postiço. Geralmente, o material utilizado é a porcelana, pois ela imita a coroa do dente.

Essa técnica é mais indicada no caso de a pessoa ter perdido um ou poucos dentes, e que não estejam em sequência, ou seja, lado a lado. Também, o ideal é procurar o dentista o mais rapidamente possível após a perda, para que o tratamento seja efetivo. É importante levar em consideração a perda de estrutura óssea com relação ao tempo.

Implante com prótese protocolo

Para esse modelo, são necessários de quatro a oito pinos de titânio que suportam a prótese feita em resina. Portanto, é indicado para casos com grande parte dos dentes comprometidos. Sua função é habilitar a mastigação, substituindo todos os dentes. Além de recuperar o processo mastigatório, também influencia muito a autoestima.

O dentista implanta os pinos no osso abaixo da gengiva. Depois, é colocada uma prótese completa, moldada para a arcada dentária de cada pessoa. Para a fixação da prótese, é inserida uma barra metálica, ligando-a aos implantes.

Implante dentário com prótese overdenture

Esse é o mais acessível, pois leva menos tempo para a finalização do tratamento. Nesse caso, o dentista vai implantar de três a seis pinos para a fixação de uma prótese de resina no modelo grande. Isso funciona similar ao de uma dentadura fixa.

Um benefício importante a ressaltar é que esse modelo é removível. Por meio de botões de pressão, o travamento e o destrave são realizados, podendo o próprio paciente colocá-la ou tirá-la. Isso facilita a higiene bucal, evitando doenças periodontais.

Esse tratamento é indicado para pacientes desdentados e portadores de próteses móveis (dentadura). Essa é uma opção muito procurada em consultórios odontológicos.

Implante dois por três

Esse modelo é muito conhecido no Brasil, popularmente chamado de “ponte fixa”. Nessa técnica, são utilizados dois pinos servindo como uma ponte para a fixação de uma base metálica — coroa metalocerâmica sobre implante. Ela serve como estrutura para dois ou três dentes em porcelana.

Geralmente, os dentistas indicam esse implante quando há perda dos dentes da frente, ou para quem tem a ausência de três dentes vizinhos. Para evitar complicações como inflamações e infecções da gengiva, resultantes do acúmulo de alimentos na base, é essencial que o procedimento seja bem ajustado à arcada dentária.

Implante zigomático

Esse implante é o mais complexo, pois é fixado no osso zigomático, ou seja, na maçã do rosto. É recomendado para pacientes com atrofia maxilar. Ele substitui totalmente as próteses removíveis.

Quais são os tipos de próteses disponíveis?

As próteses podem ser feitas com alguns materiais específicos. A escolha é feita pelo dentista, de acordo com o problema de cada paciente e com a disponibilidade orçamentária. É importante utilizar materiais de qualidade para um resultado mais satisfatório.

Dentre as opções, temos as próteses de porcelana, consideradas as mais modernas, pois proporcionam um aspecto natural ao dente postiço. Porém, esse tipo é mais usado para a colocação de implantes unitários, e seu custo é maior.

Também, há a opção em resina, considerada popular, por ser mais barata. Ela deixa o dente falso com o aspecto natural, e tem uma boa qualidade quanto à durabilidade. Esse tipo também oferece um ótimo resultado.

Quais são os benefícios dos implantes?

Os implantes oferecem alguns benefícios, quando feitos da forma correta. Vejamos:

  • devolve a função mastigatória: a quebra do alimento facilita a digestão e aumenta a sensação de saciedade;
  • melhora a qualidade de vida: a firmeza dos implantes devolve a confiança ao comer, aumentando as opções de alimentos e, consequentemente, de nutrientes;
  • eleva a autoestima: os dentes marcam a nossa presença, portanto, a perda deles mexe muito com a qualidade de vida.

Como é feito esse procedimento?

tipos de implante dentário

O primeiro passo é a preparação do paciente, o que envolve uma higienização total da boca. Depois, é aplicada a anestesia local — a dosagem varia de acordo com a sensibilidade do paciente e a quantidade de pinos que será colocado.

Em seguida, o cirurgião dentista, com a ajuda do bisturi, faz um corte na gengiva. Isso possibilita alcançar o local abaixo da estrutura da arcada dentária, dando acesso ao osso, que será a base da estrutura de titânio.

Para a fixação do pino, o dentista utiliza um instrumento que perfura o osso. Feito isso, ele encaixa a estrutura até que fique totalmente firme. O fechamento é realizado por meio dos pontos.

Pós-operatório

Logo após a cirurgia, o profissional indica que o paciente fique em repouso. O descanso faz com que o fluxo sanguíneo fique mais lento, evitando a dor na região do implante. Nos primeiros dias, o paciente não deve comer alimentos quentes e sólidos, sendo recomendada a ingestão de sorvete, gelatina e sopas frias.

Também, é indicado pelo dentista o uso de antibióticos e analgésicos para dor e infecção. Isso ajuda no processo de cicatrização e alivia possíveis dores.

Quais são os cuidados com o implante dentário?

Para quem se submete a uma cirurgia na estrutura da boca, alguns cuidados devem ser mantidos ao longo da vida. Após a colocação do implante, é importante:

  • fazer uma higiene bucal adequada;
  • adotar uma alimentação balanceada;
  • evitar roer unhas;
  • não morder objetos duros;
  • parar de fumar;
  • fazer o acompanhamento com o seu dentista.

A recomendação dos diferentes tipos de implantes dentários é feita por um dentista especializado. Ele avalia qual se encaixa melhor ao seu problema e às suas condições financeiras.

Portanto, a escolha de um bom profissional para esse tipo de procedimento é imprescindível. É importante buscar sempre recomendações e conferir o registro nos conselhos que regulamentam a Odontologia. No Brasil, temos o CRO — Conselho Regional de Odontologia —, e o CFO — Conselho Federal de Odontologia.

Gostou do conteúdo? Conseguiu compreender a diferença entre os tipos de implante dentário? Entre em contato com o AmorSaúde pelo telefone 0800 723 8773 ou por nossa agenda online, e se informe mais sobre o assunto!

Posts relacionados

Deixe um comentário