tártaro tártaro

Saiba como surge o tártaro e quais as formas de preveni-lo

8 minutos para ler

O tártaro, também chamado de cálculo dental, é um dos problemas mais comuns decorrentes da higiene bucal inadequada. Ele aparece quando ocorre uma calcificação da placa bacteriana e, se não for adequadamente tratado, pode causar prejuízos como gengivite, mau hálito e até mesmo favorecer o desenvolvimento de diversos tipos de cáries, por isso, merece atenção.

Quer entender melhor o que é o tártaro, de que modo ele se forma e como evitar seu aparecimento? Neste artigo, reunimos as informações mais relevantes que você precisa saber para combater o tártaro e garantir a saúde dos seus dentes. Confira!

O que é tártaro?

O tártaro é uma formação mineral que surge nos dentes, principalmente junto à linha da gengiva, como resultado do endurecimento de um biofilme de bactérias, popularmente conhecido como placa bacteriana.

Quando há o acúmulo de restos de alimentos na boca, ocorre uma proliferação de micro-organismos, gerando a placa bacteriana, uma película transparente e viscosa que se forma sobre os dentes.

Se existe uma falha no processo de higienização — seja por utilizar um método inadequado ou por não escovar na frequência ideal — essa placa endurece e se transforma no tártaro, que pode ser visto a olho nu e trazer prejuízos para a saúde oral.

Como surge o tártaro nos dentes?

A principal causa do surgimento do tártaro é a higienização bucal incorreta. Mas se engana quem pensa que esse problema só atinge quem não escova bem os dentes: mesmo quando nos empenhamos nesse processo, existem cantinhos e reentrâncias na boca, principalmente entre os dentes e abaixo da linha da gengiva, que são de difícil acesso, e a placa bacteriana pode se acumular nessas regiões.

Conforme o tempo passa, esse biofilme de bactérias que não é alcançado pela escovação começa a se mineralizar, tornando-se duro e fortemente aderido aos dentes, a ponto de não ser mais possível removê-lo em casa. Uma vez instalado, apenas o dentista é capaz de realizar a limpeza do tártaro, utilizando materiais e técnicas específicas para isso.

Como saber se tenho tártaro?

Quando o problema se instala acima do nível gengival, é possível observar manchas ou pequenas placas de coloração amarelada ou amarronzada junto à margem da gengiva.

Vale lembrar que o tártaro pode aparecer tanto nas faces externas quanto nas faces internas dos dentes. Assim, para saber se a sua higienização está sendo eficaz, é importante checar não apenas o sorriso, mas também abrir a boca em frente ao espelho e verificar se há formação de placa na parte de trás dos dentes.

Tenha em mente, ainda, que apenas o dentista pode dar um diagnóstico realmente certeiro e realizar a remoção dos cálculos dentais uma vez que eles já tenham se formado. Portanto, essas orientações são úteis para que você possa adiantar sua consulta periódica caso observe a formação de tártaro em seus dentes.

Quais as formas de prevenção do tártaro?

tártaro

A verdadeira forma de prevenir o aparecimento do tártaro nos dentes é a higienização bucal adequada. Porém, como mencionamos, mesmo uma pessoa que escova os dentes diariamente pode estar sujeita ao aparecimento desse problema se não tomar algumas precauções. Confira, a seguir, uma lista de cuidados básicos para evitar o aparecimento do tártaro.

Passe o fio dental

Embora os dentistas sempre reforcem a importância de passar o fio dental, muita gente ainda tem preguiça de utilizar esse item. No entanto, ele é essencial no combate à formação do tártaro, pois consegue limpar os pequenos espacinhos entre os dentes e abaixo da linha da gengiva — locais que a escova não alcança e que costumam ser as principais áreas de formação do tártaro. Por isso, é recomendável utilizar o fio dental a cada escovação, especialmente após as principais refeições.

Escove os dentes corretamente após cada refeição

A frequência mínima de escovação indicada pelos dentistas é de 3 vezes por dia: uma de manhã, uma depois do almoço e uma antes de dormir. Porém, para garantir uma boca realmente limpa e saudável e evitar o aparecimento do tártaro nos dentes, o ideal é escová-los sempre que você comer alguma coisa ou consumir algo que tenha açúcar.

Isso significa que ao beliscar entre as refeições, tomar um cafezinho adoçado ou mesmo beber um copo de suco, ou de refrigerante, é recomendável que você faça a higienização adequada da boca. Lembre-se, ainda, de utilizar técnicas adequadas de escovação, fazendo movimentos circulares e verticais, de dentro para fora, em todas as faces dos dentes da frente e do fundo.

Tenha uma alimentação equilibrada

O açúcar tem uma longa fama como um dos principais vilões da saúde bucal. Mas o que nem todo mundo sabe é que não são só as balas e os doces que podem fazer estragos nesse sentido, já que essa substância pode estar escondida em alimentos ricos em carboidratos, por exemplo. Então, para garantir um belo sorriso, também é importante ter uma dieta balanceada, dando preferência ao consumo de alimentos saudáveis.

Limpe a língua diariamente

Assim como acontece com o fio dental, ainda existem pessoas que desconhecem a real importância da higienização adequada da língua. Saiba, porém, que essa prática é importantíssima não só para afastar o mau hálito, mas também porque um dos locais de maior incidência do tártaro é nas faces internas dos dentes, perto da língua.

Caso não tenha um instrumento próprio para fazer essa limpeza — uma haste plástica conhecida como “raspador de língua” e vendida em farmácias e lojas de materiais odontológicos — você também pode utilizar as bordas de uma colher ou mesmo sua escova de dentes, fazendo movimentos de puxar as impurezas da língua para fora da boca.

Use um enxaguante bucal

Além de garantir um hálito fresco, muitos enxaguantes bucais têm propriedades antibacterianas que auxiliam no combate à formação da placa e, consequentemente, do tártaro nos dentes. Outra vantagem é que, por ser um líquido, ele alcança regiões de difícil acesso. Para garantir uma higiene mais completa de toda a boca, vale a pena investir nesse produto.

Higienize corretamente placas e aparelhos ortodônticos

Quem usa aparelhos ortodônticos — sejam eles móveis, fixos ou de contenção — bem como placas miorrelaxantes para bruxismo também deve lembrar de higienizar bem esses itens, já que eles costumam ficar muito tempo na boca, e restos de alimentos e microorganismos que eventualmente tenham aderido a esses artefatos podem favorecer a formação de placa bacteriana e, posteriormente, do tártaro.

Como tratar o tártaro e qual a importância disso?

A principal forma de combate ao aparecimento do tártaro, como explicamos, é a higiene oral cuidadosa. No entanto, uma vez instalado, é impossível eliminá-lo em casa, sendo necessário visitar um dentista. Isso porque, além de ser antiestético e ocasionar mau hálito, caso não seja removido, esse cálculo dental pode dar origem a problemas mais graves de periodontia.

Durante o procedimento de limpeza do tártaro, o dentista pode recorrer a aparelhos de ultrassom para facilitar a remoção. Em seguida, ele utiliza instrumentos odontológicos específicos para fazer a raspagem dos cálculos e das placas de bactérias aderidas aos dentes.

Por fim, é feito um polimento que ajuda a remover manchas, deixar os dentes brilhantes e, ainda, tornar sua superfície mais lisa, retardando a formação de novas placas. E não precisa ter medo: a limpeza profissional é indolor e costuma ser bem rápida!

Agora que você já tem todas as informações sobre como prevenir a formação do tártaro, lembre-se de cuidar muito bem da higienização dos seus dentes todos os dias e de marcar consultas de manutenção e limpeza com seu dentista pelo menos duas vezes por ano.

Este artigo foi útil para você? Então, deixe seu comentário contando que hábitos pretende incorporar à sua rotina de higiene bucal para torná-la mais saudável!

Posts relacionados

Deixe um comentário